Área Restrita

Normas de Publicação

Instruções para os Autores
O Brazilian Journal of Sports Nutrition publica trabalhos em português, inglês e espanhol, voltados ao interesse de profissionais e pesquisadores da área de nutrição, esporte, atividade física, metabolismo e áreas afins. A Revista aceita contribuições na área experimental e clínica, nas seguintes categorias: (1) Artigo Original, (2) Artigo de Revisão, (3) Perspectiva, (5) Editoriais e (6) Cartas ao Editor.

Submissão dos artigos
Toda submissão de manuscrito (MS) deverá ser realizada por meio eletrônico através do endereço http://www.abne.org.br. O MS deve estar em formato Word (arquivo.doc).

Processo de avaliação
Todos os trabalhos submetidos ao Brazilian Journal of Sports Nutrition que estiverem de acordo com as “Instruções para Autores” e com a política editorial da revista serão analisados pelo Conselho Editorial para avaliar seu mérito e adequação científica. Após esta fase, todos os artigos submetidos serão avaliados por ao menos dois membros do Conselho Editorial da respectiva área do trabalho, os quais emitirão parecer fundamentado. O anonimato é garantido durante todo o processo de julgamento.

Os critérios de avaliação dos artigos incluem: originalidade, contribuição para corpo de conhecimento da área, adequação metodológica, clareza e atualidade.

A decisão final sobre a aceitação ou rejeição do MS é tomada pelos Editores.

Manuscritos aceitos
Todo o trabalho publicado torna-se propriedade do Brazilian Journal of Sports Nutrition e não poderá ser reproduzido, republicado ou divulgado por meio eletrônico sem autorização. Após a aceitação do seu artigo para publicação, os autores transferem implicitamente seus direitos ao Brazilian Journal of Sports Nutrition.

Por razões editoriais, os Editores reservam-se o direito de proceder a pequenas modificações gráficas ou redacionais no texto, sem interferir em seu conteúdo.

Elaboração dos Manuscritos

  1. ARTIGO ORIGINAL 

    É uma contribuição científica destinada a divulgar resultados de pesquisa original que não tenha sido publicada ou submetida em outros meios de divulgação. O MS deve ser digitado com fonte Arial tamanho 12, em espaço duplo, formatado em papel carta (216 x 279 mm) ou A4 (212 x 297 mm) com pelo menos 2,5 cm de margens de cada lado. Cada uma das seguintes seções deve ser iniciada em uma nova página: (A) Página título, (B) Resumo e Descritores, (C) Abstract (resumo em inglês) e Keywords, (D) Texto completo, (E) Agradecimentos, (F) Referências, (G) Tabelas (cada uma com título e rodapé), (H) Legendas das figuras e (I) Figuras. As páginas devem ser numeradas consecutivamente começando com a página título. As linhas devem ser numeradas.

    A. Página Título
    Deve conter: (a) título do MS (em português, inglês ou espanhol), (b) nome e filiação institucional de todos os autores, (c) nome do(s) Serviço(s) e/ou Departamento(s) e Instituição (ões) onde o trabalho foi realizado, (d) nome e endereço completo (incluindo e-mail) do (a) autor(a) responsável pela correspondência, (e) “título abreviado”, com até 40 caracteres (incluindo espaços entre palavras).

    B. Resumo

    A segunda página deve conter um Resumo semi-estruturado do trabalho (contendo: Objetivo, Métodos, Resultados e Conclusões), com até 150 palavras.Em página separada, apresentar o Abstract, que deve ser a tradução fiel do resumo para o idioma inglês. Os trabalhos devem ser sucintos.
    Ao final do Resumo devem ser fornecidos 4 a 6 descritores do MS (e key words correspondentes).C. Texto
    Deve ser dividido nas seguintes seções: (I) Introdução, (II) Métodos, (III) Resultados e (IV) Discussão.I. Introdução: deve conter o propósito do trabalho, sumarizando os motivos do estudo e relevância científica. A revisão do assunto deve ser sucinta e evitar a inclusão de resultados ou conclusões do estudo a ser apresentado.

    II. Métodos: deve conter uma descrição do modelo experimental empregado (humanos ou animais de laboratório) com indicação de que o estudo foi aprovado pela Comissão de Ética do Hospital ou Instituição de Pesquisa onde o estudo foi realizado, seguindo a Declaração de Helsinque e os Princípios Éticos na Experimentação Animal do Colégio Brasileiro de Experimentação Animal (Cobea).Descrição dos métodos empregados citando os principais aparelhos e equipamentos utilizados (nome do fabricante e/ou origem do material entre parênteses) com detalhes técnicos suficientes dos procedimentos que possam permitir a reprodução do estudo apresentado. Métodos amplamente estabelecidos podem ser citados através de referências. Os métodos estatísticos devem ser descritos com detalhes suficientes para permitir a verificação dos resultados àqueles que tiverem acesso.III. Resultados: devem ser apresentados em sequência lógica no texto, evitando repetir dados apresentados em tabelas ou figuras; somente as observações importantes devem ser enfatizadas.

    IV. Discussão: deve comentar os aspectos novos e importantes obtidos do estudo em relação ao acervo da literatura disponível. Ainda nessa seção devem-se focalizar as conclusões obtidas. Evitar repetir resultados ou informações já apresentadas em outras seções. Deve-se ressaltar as implicações dos achados, suas limitações e mesmo recomendações para estudos futuros.

    D. Agradecimentos
    Em nova página, incluir: (i) contribuições que necessitem agradecimentos, mas não justifiquem autoria, (ii) agradecimentos a auxílio técnico, financeiro e material, incluindo auxílio governamental e/ou de instituições privadas, e (iii) Conflito de Interesse (inclusão obrigatória): descrever as colaborações financeiras que possam representar potencial conflito de interesse e/ou declarar a inexistência de conflito de interesse que possa interferir na imparcialidade do trabalho científico.

    E. Referências (máximo de 40 para artigo original)
    Devem ser numeradas consecutivamente em ordem de aparecimento no texto e identificadas por numerais arábicos entre parênteses, conforme o exemplo: “Estudos têm mostrado que atletas tendem a ingerir menos carboidratos (3, 4, 5)…

    Quando houver referências em tabelas e figuras deverá obedecer à ordem correspondente à localização onde as tabelas e figuras estão mencionadas no texto.

    Os títulos dos periódicos devem ser abreviados de acordo com o estilo usado no Index Medicus.

    A exatidão das referências constantes da listagem e a correta citação no texto são de responsabilidade do autor.

    Trabalhos aceitos, mas ainda não publicados, podem ser incluídos, fornecendo-se o nome do periódico seguido do ano e da informação: (no prelo). Deve-se evitar a citação de resumos apresentados em congressos.

    Recomendamos a utilização de programas de editoração de referências bibliográfica (por exemplo, EndNote, Reference Manager) selecionando-se a opção de estilo Vancouver.

    F. Tabelas
    Cada tabela deve ser apresentada em folha separada no final do manuscrito (após as referencias bibliográficas), numerada em arábico, conforme seu aparecimento no texto; deve conter um título breve na parte superior e as explicações, legenda e estatística indicadas adequadamente no rodapé. Deve ser indicado no texto o local exato de inserção das tabelas.

    G. Figuras e Legendas
    As figuras deverão ser preparadas originalmente em arquivo Word ou PowerPoint. As letras, os números e os símbolos inseridos nas figuras devem ser claros e de tamanho suficiente para serem legíveis, mesmo após redução substancial para publicação. Os títulos e legendas das figuras devem ser fornecidos em folha separada, e nunca na própria figura. Não são permitidas figuras multicoloridas.

  2. ARTIGO DE REVISÃO 

    Constitui uma avaliação crítica ampliada e sistematizada da literatura sobre determinado assunto, devendo conter os procedimentos adotados, esclarecendo a delimitação e os limites do tema, e finalizando com conclusões do autor.

    Deve apresentar Título (português, inglês e espanhol), Titulo Resumido de até 40 caracteres, Resumo (sem necessidade de estruturação; em português, inglês e espanhol), Descritores/Keywords, Texto (com ou sem subtítulos), Agradecimentos e Referências. As instruções gerais para a Página Título, Figuras/tabelas, Agradecimentos e Referências são as mesmas dos artigos originais.As revisões não devem ultrapassar 30 laudas, incluindo o máximo de 60 referências e, as minirrevisões não devem ultrapassar 15 laudas com máximo de 20 referências. A menção de artigos previamente publicados na revista, assim como a inclusão de ilustrações do tipo tabelas, figuras, gráficos ou uma combinação destes são recomendados. Mencionar a fonte e/ou solicitar autorização para utilização de figuras previamente publicadas.

  3. PERSPECTIVAS 

    O propósito desta seção é servir como veículo de divulgação de novas idéias e conceitos em Nutrição Esportiva. Os artigos podem abranger: (a) ensaios interpretativos que utilizem dados de pesquisa próprios do(a) autor(a) para o desenvolvimento de novas idéias, (b) propostas de pesquisa para estudos colaborativos entre diversos centros, (c) ensaios inovadores que tratem da inter-relação da Nutrição Esportiva com outras áreas, (d) quadros da história da Nutrição Esportiva que incluam a análise crítica de eventos, figuras ou instituições. As instruções gerais são as mesmas dos artigos originais ou revisões.

  4. EDITORIAIS

    Os editoriais são escritos ou encomendados pelos Editores, abordando temas diversos da especialidade e/ou relativos à revista, ou discutindo um ou mais artigos publicados naquele número da revista, e que apresentem interesse especial para os leitores. O autor do editorial deve ressaltar as contribuições do artigo apontado e comentar aspectos semelhantes eventualmente já publicados pela nossa revista em manuscritos anteriores, quando pertinentes. Os editoriais não devem ultrapassar 4 laudas, incluindo Agradecimentos e o máximo de 10 referências.
     
  5. CARTAS AO EDITOR 

    Inclui cartas que visam a comentar ou a discutir artigos recentes publicados na revista ou relatar resumidamente pesquisas originais ou achados científicos significativos. Não devem ultrapassar oito laudas, incluindo Agradecimentos e o máximo de 15 referências.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •