Área Restrita

A prescrição de suplementos nutricionais deve ser baseada em evidências científicas


Independente do propósito almejado pela prática do(s) exercício(s) físico(s), é imprescindível que o rendimento do indivíduo durante a modalidade seja ótimo. Para isso, a oferta de nutrientes deve ser bem planejada, visando atender as necessidades fisiológicas nas mais diversas situações encontradas.

A alimentação é o primeiro passo para atingir esse objetivo, mas os suplementos alimentares também podem entrar positivamente em cena, interagindo em sinergia com os alimentos, seja complementando-os ou suplementando-os com substâncias específicas.

Ao longo das últimas três décadas, o número de publicações científicas tentando identificar os efeitos dos suplementos alimentares na performance humana aumentou vertiginosamente, dividindo-os (basicamente) em três categorias: suplementos eficazes, não eficazes ou sem conclusão definida (destes, somente os com adequado amparo da literatura deveriam ser utilizados).

O estudo publicado por Naderi et al (2017) fornece aos leitores uma descrição bem didática a respeito da forma de uso das substâncias que mais têm evidência de eficácia, que foram:
– Nitrato/suco de beterraba;
– Cafeína;
– Bicarbonato de sódio;
– Beta-alanina;
– Creatina;
– Carboidrato;
– Proteína.

Para leitura mais aprofundada (e gratuita), basta acessar o link: http://jenb.or.kr/_common/do.php?a=full&b=21&bidx=680&aidx=9084.

 

Associação Brasileira de Nutrição Esportiva

  • 77
  •  
  •  
  •  
  •